sábado, 6 de agosto de 2011

O que me afasta de Deus é o meu pecado.

Confessei-te o meu pecado, e a minha maldade não encobri. Dizia eu: Confessarei ao SENHOR as minhas transgressões; e tu perdoaste a maldade do meu pecado. (Selá.) Salmos 32:5

E ele é a propiciação pelos nossos pecados, e não somente pelos nossos, mas também pelos de todo o mundo. 1 João 2:2

E dissestes: Eis aqui o SENHOR nosso Deus nos fez ver a sua glória e a sua grandeza, e ouvimos a sua voz do meio do fogo; hoje vimos que Deus fala com o homem, e que este permanece vivo. Deuteronômio 5:24

Havendo, pois, o SENHOR Deus formado da terra todo o animal do campo, e toda a ave dos céus, os trouxe a Adão, para este ver como lhes chamaria; e tudo o que Adão chamou a toda a alma vivente, isso foi o seu nome. Gênesis 2:19



Como essa frase é dificil de se pronunciar; “O que não me deixa ver a Deus é o meu pecado”!
Mas acordei com meu coração clamando, venho pedindo perdão a Deus desde que me convenci, só o que me atrapalha são meus pecados. Mas como assim?
Ele o pecado, não me deicha ver a Deus. Olhando para Adão o primeiro homem criado por Deus, ah! Como ele era privilegiado, porque se eu me sinto privilegiada hoje, imaginem Adão, que podia ver a Deus podia falar, podia ouvir, que privilégio.
Muitos outros depois de Adão eram assim, Noé falava e ouvia a Deus, Moises, Abraão, Samuel, tantos outros ouviam, tinhão testemunhos fantasticos em que Deus foi atuante.
Agora olhando minha vida, é uma vergonha!
A unica vez que eu ouvi audivelmente a voz do Pai, foi na noite que me converti. Foi na noite que a cerveja, a maconha ja não eram suficiente para que eu continuasse a viver, meu desejo era a morte, a solução a mim apresentada era “a morte”.
Aquela noite quando me convidaram a ir a oração fui como eu estava, com as roupas que eu usava, roupas provocantes, mas fui. Ao chegar e ser observada por todos lá, me sentia envergonhada, mas continuei, todos logo começaram a orar, e logo ja não se entedia uma só palavra do que eles diziam. Um homem chegou a mim e disse;
-Por que você não fala com Deus?
Eu pensei, Ele nem existe! Se e Ele realmente existisse jamais deixaria que minha vida estivesse assim. Mas naquele momento comecei a me afastar das pessoas, quando me vi longe o suficiente, ai sim eu comecei...
Deus... Se o Senhor existe me responde... Porque? Minha mãe se matou, e não se importou com que eu e minha irmã iriamos passar na mão das outras pessoas? Por que?
Por que, eu sou assim sozinha, porque meu pai não me ama? Porque minha irmã me abandonou?
Porque preciso me drogar pra sentir um ser humano normal, sem problemas?
Porque hoje não tenho mais para onde ir?
Se o Senhor existe como essas pessoas falam, então quero ver se é real, me responde...
Naquele momento eu senti um murro na minha nuca... e cai com a testa na terra do chão... E então eu ouvi;
-EU VOU MUDAR SUA VIDA!
Aquela voz, era suave e forte ao mesmo tempo e queimava meu ouvido so de ouvil-a... a voz entrava e queimava meu corpo todo...
Depois disso quando descemos do monte de oração, eu fui fumar, mas parecia que aquele cigarro ja não era tão bom me senti tonta como se fosse a primeira vez, e depois do primeiro trago, tive que joga-lo fora.
Então dimanhã quando eu fui bolar meu baseado, a mesma sensação. Em pouco tempo eu ja não fumava nem bebia mais.
E hoje com anos de igreja me pergunto oque não deixa ouvir novamente a Deus?
Oque Ele me disse ja cumpriu hoje ja falo com minha familia, sou casada enfim, minha vida realmente mudou.
Mas descobri meu pecado me afasta de Deus, naquala noite apesar de não conhece-lo eu me esvaziei, eu confessei meus pecados, mas agora, mas hoje, nem sei quais são meus pecados, hoje a capa de super crente não me deixa com facilidade descobrir meus pecados, mas essa semana eu orei para que a presença de Deus me constrangesse a ponto de eu confessar tudo até oque não considero como pecado. Foi oque fiz...
Fassa isso e poderá Ouvi-lo novamente!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

deixe um comentário ou um pedido de oração.

Postar um comentário